180graus

Fique por dentro de tudo - 19/08/2017 às 12h21

Curiosidade: Saiba qual é a frequência sexual média para cada idade

Imagem: Reprodução/Internet

Imagem: Reprodução/Internet

Casa do cartucho

A frequência sexual varia de acordo com a idade e depende de diversos fatores, como estilo de vida, saúde e libido. De acordo com um estudo do Instituto Kinsey para Pesquisas em Sexo, Gênero e Reprodução, nos Estados Unidos, a frequência tende a decair ao longo dos anos e pode variar de uma vez por semana a uma vez por mês.

Frequência sexual
Os jovens entre 18 e 29 anos têm, em média, 112 relações sexuais por ano, o corresponde a três encontros por semana. Já em adultos de 30 a 39 anos, a média anual cai para 86, o que equivale a 1,6 relação por semana. Já o grupo entre 40 e 49 anos de idade tem 69 sessões por ano ou 1,3 relação semanal, um pouco mais da metade em relação aos mais jovens.

Idade e qualidade
Esse resultado, segundo a pesquisa, deve-se ao fato de que, com o passar dos anos, as obrigações familiares, o stress do dia a dia e a perda de aptidão física e mental – que podem ser fatores agravantes para a queda da frequência sexual – tendem a aumentar.

Outro estudo, publicado no periódico científico The Journal of Sex Research, apontou que as mudanças físicas que ocorrem ao longo dos anos, juntamente com o quão velhos nos sentimos, podem influenciar a experiência como um todo. A

“A conclusão que emerge desses estudos é que, à medida que envelhecemos, nossas chances de desenvolver condições de saúde crônicas aumentam e isso, por sua vez, afeta negativamente a frequência e a qualidade da atividade sexual”, explicou Justin Lehmiller, em uma publicação do Instituto Kinsey.

Como já era de se esperar, o casamento também influência diretamente a frequência sexual: 34% dos casados têm relações entre duas e três vezes por semana, 45% têm algumas vezes por mês e 13% apenas algumas vezes por ano.

Mulheres
Por outro lado, embora a frequência seja reduzida, as mulheres disseram que suas vidas sexuais melhoraram com a idade. Segundo um estudo apresentado no Congresso da Sociedade da Menopausa da América do Norte, de 2016, isso pode ter relação com o fato de as mulheres heterossexuais sentirem-se mais confortáveis sexualmente com o passar do tempo, tanto pela autoconfiança como pela comunicação com o parceiro, em relação aos primeiros anos de vida sexual.

Em outras palavras, com o tempo, as mulheres tendem a se concentrar menos na frequência e mais nos aspectos emocionais e íntimos do sexo – ou até no conhecimento do próprio corpo.

Para os pesquisadores, a idade permite que os parceiros se concentrem mais na quantidade e qualidade do sexo do que na frequência. Afinal, o sexo mediano pode levar à insatisfação sexual em um relacionamento, enquanto uma relação de qualidade, mesmo que de vez em quando, pode ser mais efetiva.

Uma vez por semana
Pesquisas anteriores já sugeriram que pessoas casadas ou em relacionamentos estáveis fazem mais sexo e são mais felizes, mas esses benefícios estão diretamente relacionados à frequência, por exemplo, a felicidade dos entrevistados aumentava quando o sexo era mais frequente.

No entanto, essa frequência pode ser consideravelmente pequena, como uma vez por semana, por exemplo, já que aqueles que faziam com mais frequência, quatro ou mais vezes por semana, não relataram serem mais felizes do que os que faziam menos.

(Com informações da VEJA.com)

Apimentando a relação - 18/08/2017 às 11h19

Quer brincar com chicotinho? Confira ideias para arrasar

Casa do cartucho

Depois do incrível sucesso do livro 50 Tons de Cinza ficou claro que a maioria das mulheres tem curiosidade de brincar com acessórios sadomasoquistas na hora do sexo. Então é hora dos homens tomarem coragem e trazerem à tona seus instintos dominadores!

Para começar, que tal experimentar levar chicotinhos para a cama?

Ao contrário do que parece, a maioria dos chicotes não machuca de verdade, apenas faz barulho e cria o clima de dominação.

O estímulo das chicotadas aumenta a circulação na pele, deixando a região mais quente e sensível ao toque. Muitas pessoas que nunca pensaram em tentar esta brincadeira viram fãs depois da primeira experiência, por causa do aumento significativo do prazer.

Para uma diversão segura, quem vai bater deve escolher áreas menos delicadas, como coxas e bumbum, e começar de leve, testando os limites do parceiro. Quando notar que a região está avermelhada prossiga com cuidado. Como faz parte da brincadeira a “atuação” de quem bate e quem apanha, combine uma palavra de segurança, para ser usada apenas quando alguém quiser realmente parar ou a dor ficar forte demais.

Qual a diferença entre chicotinho e chibata?

Antes de adquirir o brinquedo, você vai precisar escolher entre chicotinho e chibata. A chibata é uma vara com um pedaço de couro na ponta, usada geralmente para montar cavalos. A versão para ser usada na cama pode ser preta ou marrom, como a dos cavaleiros, ou customizada, com um coração na ponta, por exemplo, e em várias cores divertidas. Escolha a que mais se encaixa no seu fetiche!

Já o chicote é formado por várias cordas unidas em um cabo, e varia muito na maciez e no estrago causado na pele. Os fios geralmente são de borracha, couro ou seda, e os modelos variam imensamente, desde os mais hardcore até os mais fofinhos.

Escolha o modelo que mais combina com você e apimente a sua vida sexual!

Fonte: Com informações de Mais de Trinta

Fique ligado! - 18/08/2017 às 10h33

Conheça dez pontos de atenção para quem pratica sexo casual

Casa do cartucho

Sexo casual não é para qualquer um, há quem consiga se divertir e praticar numa boa sem se arrepender e se sentir culpado, como há quem ache um absurdo ter relação com uma pessoa que você acabou de conhecer ou que não há um envolvimento afetivo de fato.

Mas sexo casual não é certo nem errado. Vai de pessoa para pessoa, uma questão pessoal que não deve ser julgada. Por que não ter uma noite de sexo com alguém com quem você se identificou, mesmo que não haja todo aquele envolvimento emocional? Ou que você conheceu há pouco tempo mas que rolou uma química e vontade de ambas as partes? Ou até mesmo, aquele amigo que você já conhece e que acabou rolando em algum momento, independente de ser só amizade mesmo? Enfim, há inúmeros pontos de vista. A questão é que diversos erros podem ser cometidos durante o processo de conhecer, transar e ir embora, erros que podem criar um clima chato e acabar deixando tanto você quanto o parceiro em uma situação um pouco constrangedora.

Para você que pensa sobre o assunto (ou já pratica), nós separamos 10 pontos de atenção que é legal levar em consideração:

1 – Sair correndo logo após o sexo

Aqui a questão é mais por elegância mesmo. Se o sexo for ruim e você sair correndo logo depois, vai ficar na cara que foi horrível. Se você realmente não tiver nem aí e nunca mais for ver a pessoa, ok, mas se rolou uma afinidade e tudo mais, então vale dar uma esticada no papo só por educação. Mas se o sexo tiver sido bom, e os dois estiverem determinados a não se envolver, por que não ficar para o café da manhã?

2 – Bom senso na casa do outro

Seja na casa do parceiro, na do amigo ou em qualquer outro lugar, ir mexendo nas coisas de alguém não é nada legal. Tenha bom senso e seja educado, se limite à liberdade que a pessoa está te dando. O banheiro e a cama são espaços compartilhados, mais do que isso já abusar da hospitalidade.

3 – Vou pedir um táxi para você

Péssimo. Se você buscou a pessoa com o seu carro, é bacana levá-la de volta da mesma forma. Se não houver outra solução a não ser o táxi, comunique a pessoa com atencedência, é uma forma gentil de mostrar que você se preocupa com ela. Se você for homem, é melhor ainda que você pague a corrida. Vale também dar uma ligada para saber se a pessoa chegou bem.

4 – Tratar como segunda opção

Se a pessoa foi a sua segunda opção da noite, não deixe que ela saiba. Ninguém gosta de se sentir um reserva. E ligar para o ex durante o encontro também nem pensar!

5 – Ficar reafirmando que é apenas um sexo casual

“Não vá se apaixonar”, “não quero um relacionamento sério” ou “é apenas sexo casual” são coisas que devem sim ser explicadas. No entanto, sem ser incoveniente. Uma conversa franca é muito importante em um sexo casual, mas ficar repetindo essas coisas ou dando a entender que você é uma “pessoa apaixonante” pode ser broxante.

6 – Abrir demais a vida emocional

Se é sexo casual, provavelmente nenhum dos dois deveriam estar muito preocupados em ficar chorando as pitangas sobre ex namorados, relacionamentos, angústias e coração partido. É intimidade demais, perde o fogo do motivo pelo qual vocês estão ali.

7 – Não usar camisinha

Por motivos óbvios, basta pensar nos riscos de DST’s e gravidez.

8 – Cheque referências e preserve a sua segurança

Sempre que possível, procure saber mais sobre a pessoa antes de ir para os “finalmentes”. Se houver amigos em comum, vá atrás de informação com quem você conhece. Se for totalmente desconhecido, marque encontro em lugares públicos e vá para um motel, nunca leve para a sua casa.

9 – Sair contando por aí

Se for para amigos próximos e que você confie, tudo bem. Mas qual a necessidade de postar no Facebook ou falar sobre a aventura em uma mesa de bar com quem você não conhece? Vida pessoal é vida pessoal, tem que cuidar para não dar margem à ninguém sair por aí falando de você ou das pessoas que você se envolveu.

10 – Não seja influenciável

Só porque a sua amiga teve uma experiência de sexo casual, não quer dizer que vai ser o máximo para você também. Não vá pelo embalo dos outros, seja você mesmo e respeite os seus ideais, como dito no começo da postagem, sexo casual não é para todo mundo, mas funciona muito bem para quem sabe lidar com ele.

Fonte: Delas

Apimentando a relação - 17/08/2017 às 15h03

Veja dicas para transar em pé e quais as vantagens da posição

Casa do cartucho

Os brasileiros ainda não apreciam muito este clássico dos Estados Unidos. Repare: em quase todos os filmes americanos com cenas de sexo, existe alguém transando de pé.

Mas quais as vantagens de transar em pé?

Primeiro, claro, o valor estético. É um sexo bonito, fica bem na câmera. Depois, tem o fetiche, a pegada diferente, aquele encaixe novo. E por último, mas não menos importante, o ganho em condicionamento físico. Você transa e treina! Porque é sempre necessário um esforço para o encaixe, podendo ir do nível amador ao nível hard.

Encaixe por trás

A moça se apóia com as mãos na parede e o parceiro a penetra por trás. Muito fetiche, pode envolver uma boa pegada nos cabelos. É necessário o casal ter aproximadamente a mesma altura. Se a mulher for muito menor, procure um degrau.

Pinto grande. O encaixe depende de um certo comprimento para chegar até lá e não escapar.

Nível hard

Anal (opção que favorece pintos curtos)

Encaixe pela frente com apoio

Utilizando um degrau, pia, mesa ou outro apoio para erguer a moça, o parceiro a penetra pela frente. Ótimo contato físico entre os corpos. É necessário apoio de altura adequada para o tamanho do casal.

Encaixe pela frente sem apoio

O homem levanta a mulher do chão e a penetra, enquanto ela envolve o seu quadril com as pernas. As costas da mulher de apoiam na parede. É necessário homem forte e/ou mulher leve.

Nível hard

Fazer sem o apoio da parede.

Fonte: Com informações de Mais de Trinta

Tópicos
Aumentando o prazer - 17/08/2017 às 14h43

Conheça alguns alimentos que estimulam o desejo no sexo

Casa do cartucho

Alguns alimentos inspiram desejo só de olhar, e já são até clichê nas brincadeiras mais safadas nas rodas de amigos. Vai dizer que você não pensa em sexo com frases de duplo sentido com frutas como banana, pera e berinjela?

Mas existem alimentos não só trazem ideias sexuais pelo seu formato, como efetivamente estimulam nosso corpo fisiologicamente para uma boa noite na cama!

Conheça quais são esses alimentos e bom apetite!

Chocolate

Este doce atrai facilmente o desejo de uma mulher, não apenas pelo sabor e romantismo do alimento, mas com a feniletilamina liberada pelo chocolate preto, a endorfina que o corpo dispara é parecida com a liberada pelo sexo, aumentando a atração entre as pessoas.
chocolate

Vinho

Beber vinho a dois já remete à sensualidade, mas, além de deixar as pessoas se sentirem mais quentes, ele também aumenta os níveis de estrogênio e facilita a circulação sanguínea.
vinho

Pimenta

Refeições com molhos picantes causam efeitos na sudorese como faces coradas, excitação, aumento do rítmo cardíaco e palpitação.
Pimenta

Aspargos

Rico em folato, vitamina B que aumenta os níveis de histamina, esse alimento facilita o orgasmo. Além disso, aspargos também ajudam no aumento da excitação e do desejo, e em tratamentos contra disfunção erétil.

Peixe

Salmão e atum são peixes que aumentam a produção de ômega 3 e ácidos graxos em nosso organismo, o que eleva as taxas dos hormônios sexuais. Para potencializar o efeito do peixe como estimulante, usar gengibre no preparo deste alimento influencia na lubrificação da vagina.

Aveia

Este alimento tem uma poderosa propriedade que auxilia no aumento de testosterona, o que impulsiona o desejo sexual.

Romã

Esta fruta contém polifenóis, que ajudam na circulação sanguínea e, consequentemente, colaboram diretamente para uma boa noite de sexo.

Café

Uma boa dose desta bebida aumenta a libido e, acrescentando açúcar, facilita-se, ainda, a liberação de serotonina.

Pizza

O efeito sexual vale para as pizzas com queijo, pois o magnésio ajuda na contração muscular e, assim, na hora do orgasmo.

Carne

A carne vermelha é uma grande fonte de zinco, que combate a prolatina, hormônio responsável pela disfunção erétil.

Banana

Este alimento aumenta a quantidade de serotonina no sangue, deixando a pessoa menos nervosa antes da hora H.
E você, o que gosta de comer?

Fonte: Com informações de Mais de Trinta

Carregando, por favor aguarde...
Agente PRF
Matemática e Raciocínio Lógico no Podium
Quer mudar de vida?
Matemática Básica
Informática p/ concursos
Agente PF
Casa do Cartucho
Informática Cespe/UNB
Aulão beneficente para carreira administrativa
Últimas Notícias
20h33 Prefeitura de Cocal promove curso “Como Conduzir Negociações Eficazes” 18h28 Assistência Social de Água Branca reinicia atividades do Projeto Nascer Saudável 18h03 "Firmino Filho coloca a Câmara de joelhos, se Doria receber o título será uma imposição do prefeito" 17h48 Estado Islâmico assume autoria de ataque que deixou feridos na Rússia 17h19 'Radar' diz que Dilma foi convidada para concorrer ao Senado pelo Piauí 17h14 Caçadores suspeitos de matar vigia de parque são detidos 17h02 Orquestra Sinfônica fará apresentação no 'Parque da Cidadania' domingo, 20 17h01 Guarda Municipal de Teresina encontra menor de idade desaparecida; detalhes 16h39 Serra da Capivara: Ministro divulga nota de pesar por morte de vigilante 16h31 Incêndio atinge residência e destrói carro que estava na garagem; fotos 16h31 TJ-PI deve realizar cerca de 500 audiências durante esforço concentrado 16h18 Simone Castro participa do Criança Esperança direto do Rio de Janeiro 16h05 Prefeitura de Pedro Laurentino divulga as atrações do festejo do Bom Jesus 15h54 Gilmar Mendes derruba decisão de juiz e manda soltar Jacob Barata 15h13 Ex-prefeito no PI é condenado e fica sem direitos políticos por cinco anos 15h09 Lei no Piauí proíbe corte de água e energia antes de feriado e final de semana 15h00 Começou ontem o Sétimo festival da Melancia em Alto Longá. 14h58 MP alerta para porte indiscriminado de armas brancas na cidade de Parnaíba 14h26 Advogadas lançam livro no TJ-PI sobre inquietações do universo feminino 14h05 Monalysa disputa hoje o Miss Brasil 2017 e pode fazer história pelo Piauí 13h50 Jovem é executado dentro de casa na zona Leste de THE 12h21 Curiosidade: Saiba qual é a frequência sexual média para cada idade 12h19 Henrique e Juliano levam susto com pane em avião: 'Encheu de fumaça' 12h03 Plenário do Senado votará mudança no registro de nascimentos 11h48 Justiça suspende novamente aumento de impostos sobre combustíveis