180graus

Situação é preocupante - 19/06/2017 às 14h04

'Todo ser humano é maior do que seu erro', diz Cármen Lúcia sobre presos no país

A ministra afirma que tem se deparado com situações desumanas no sistema prisional

Maria Brasileira - Limpeza e cuidados
Você no controle do Processo
Venha para o Hotel Delta em Parnaíba





Imagem: EBC/Agência Brasil

Imagem: EBC/Agência Brasil

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, fez palestra hoje (19) no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e defendeu melhores condições carcerárias ao país, que considera ter o sistema penitenciário em situação "desoladora". A ministra participou da conferência Brasil para a Paz e disse que é errada a expressão frequentemente repetida de que "a polícia prende e a Justiça solta".

"Qualquer prisão é determinada por um juiz e a soltura, igualmente. A responsabilidade pelo preso é nossa [do Judiciário]. Isso tem tudo a ver conosco. Temos que saber quem está preso, por que está preso, por quanto tempo está preso e em que condições está preso. Isso é um problema do Poder Judiciário, que por muito tempo que não assumiu plenamente que ele precisa, tem de verificar essa situação", disse a ministra.

À frente do Conselho Nacional de Justiça e com experiência na Pastoral Carcerária, a ministra afirma que tem se deparado com situações desumanas no sistema prisional. "Não são condições de degradação, são de não humanidade. Não se aboletam nem bichos do jeito que tenho visto por onde eu tenho passado", afirmou, destacando que os presidiários não perdem os direitos humanos durante o cumprimento de suas penas. "Todo ser humano é maior do que o seu erro."

Para a ministra, a Justiça tem um "enorme déficit" com as famílias das vítimas da violência, ao não dar a opção de acompanhar os trâmites jurídicos contra os réus que respondem por esses crimes. "A família tem o direito de saber e de receber uma resposta sobre a situação em que está esse processo".

Protesto
Durante a fala da ministra, manifestantes ergueram cartazes pedindo que o STF anule o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Ainda no início da conferência, Cármen Lúcia disse que protestos são próprios da democracia e garantidos pelo Poder Judiciário.

"Fui estudante em uma época em que era proibida de falar, de dizer alguma coisa, proibida até de pensar", disse a presidente do STF, que afirmou que é preciso pensar sobre o que significa a palavra crise. "Não me apavora nem um pouco a palavra crise. Até porque precisamos discutir o que é crise".

Cármen Lúcia defendeu que a crise pode ser vista como um momento ou como a ruptura que vem ao final de um processo evolutivo. "Acaba-se um modelo e vem um outro modelo. E nesse momento em que já acabou o velho e não começou o novo, a ideia é saber o que fazer, que crise é essa. Vivemos em um mundo em crise, o Brasil em crise".

O evento contou com a participação da Arquidiocese do Rio de Janeiro, da Associação Jurídico Espírita do Estado do Rio de Janeiro e da União de Juristas Católicos. Na mesa de abertura, o presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Milton Fernandes, destacou que a mensagem de paz deve reunir os segmentos religiosos em harmonia. Para o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, todas as religiões e posições políticas devem se unir em prol da paz.

"Sabemos que a solução é para todos. Ou construímos para todos ou estamos fadados ao fracasso", disse o arcebispo.

(Com informações da Agência Brasil)

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


CFO - MA - Vem pro Podium!
Revisão Atualidades
Mestrado em Políticas Públicas | Vem pro Podium
PM-MA - Vem pro Podium!
Últimas Notícias
08h46 Jogo realizado em THE leva mais de R$ 11 milhões na Quina de São João 08h46 Heráclito Fortes admite ter recebido dinheiro de 'Caixa 3' da Odebrecht 08h32 Na 2ª instância juízes chegam a majorar penas de Sérgio Moro 08h22 PI: Mulher é detida tentando entrar com droga em presídio 01h59 Com Humberto liberado River vai forte para a batalha no Junco 20h54 Cocal de Telha sedia seminário do PNAIC com presença de 5 municípios 18h03 Acidente entre motos em estrada vicinal deixa 2 mortos 17h35 Receita Federal alerta para o envio de falsas intimações pelos Correios 17h32 Projeto de Ciro prevê qualificação profissional para adolescentes em abrigos 17h29 Promotoria visita Cabral e encontra antidepressivos em excesso na cela 17h15 Prefeitura de Bom Princípio do PI abre Seletivo para 10 gavas; confira o edital 17h11 Prazo da Base Nacional para alfabetização de crianças pode ser revisto pelo CNE 17h08 Seminário apresentará propostas de requalificação do Centro de Teresina 16h55 OMS diz que epidemia de cólera no Iêmen é a pior do mundo 16h36 Dia “D” contra a Dengue é realizado em Campo Largo do Piauí 16h26 Atlético Vermelhense perde e é vice-campeão da Liga Maior de Futsal em Campo Maior – PI 15h10 Prefeito de Avelino Lopes asfalta mais uma rua 14h40 Professor Benigno Soares ministra curso de oratória no Galaxy; fotos! 14h34 Serviço social de Colônia do Gurgueia em ação 13h04 Ator Fábio Assunção é preso por dano ao patrimônio público e desacato; veja 12h49 Política de Trump produz mais prisões de imigrantes e 'reduziu deportações' 12h26 Seleção Brasileira é convocada para confronto contra Portugal 12h18 Família e amigos de jovem vítima de feminicídio em THE exigem justiça 12h04 Marcelo Rezende grava mensagem de gratidão e de fé pela 'cura do Câncer' 11h55 Em tentativa de assalto, criminosos atiram em ônibus de Francis Lopes

Escola de Sargentos - Vem pro Podium!
Mestrado em Políticas Públicas | Vem pro Podium

Mais Lidas


    Enquete

    Você acredita que Michel Temer vai...

    Total de Votos: 290

    Válida de 2017-05-29 15:46:00.0 a 2017-06-05

    Podium - Professor Atualidades

    180graus no Instagramno Instagram

    Podium - Professores Dir. Constitucional