180graus

Segurança é necessária - 19/06/2017 às 06h22

Novos medicamentos: até que ponto são realmente seguros?

O lançamento de um medicamento realmente novo no mercado é precedido por muitos anos de estudos (às vezes mais de uma década) e muitos milhões (ou até bilhões) de dólares gastos.

A cada nova molécula aprovada para uso, milhares de outras foram testadas e descartadas, em três fases de pesquisas. Após o lançamento no mercado como um medicamento, o monitoramento continua, tentando-se identificar situações, interações e efeitos adversos na grande variabilidade peculiar a raça humana, seja genética, etária, por comorbidades ou relativas a alimentação e hábitos.

Porém, todos estes testes realizados são atualmente questionados por diversos profissionais de saúde e da pesquisa em todo o mundo, por um simples motivo: quem financia e coordena estes teste são as próprias indústrias, o que obviamente gera conflitos de interesses.

Há uma corrente de pesquisadores e profissionais da saúde, principalmente nos EUA e na Europa, que estão pressionando as agências de vigilância sanitária (americana FDA e europeia EMA) para que os relatórios de testes dos medicamentos tornem-se públicos e pesquisadores independentes possam revisá-los e certificar que as informações prestadas as agências estão completas e corretas.

Toda esta pressão baseia-se em casos recentes de medicamentos retirados do mercado em decorrência de riscos não relatados anteriormente o da contestação da eficácia. Existem publicações que sugerem que estas ocorrências pode não ter relação somente com novos dados coletados na fase após o lançamento, mas também de omissões de dados já conhecidos e não divulgados às agências, aos médicos e consequentemente aos pacientes.

Ou seja, o fabricante e financiador da pesquisa, divulga os dados mais positivos e relevantes. Em um levantamento da Agência Alemã de Vigilância Sanitária, na comparação entre 1.080 conclusões oriundas de trabalhos científicos publicados e dados divulgados pelos relatórios das indústrias, apenas 39% haviam sido relatados, sendo excluídos dados como a não remissão de sintomas após o uso da medicação e de alguns efeitos colaterais.

Com a pressão realizada, a Agência Europeia de Medicamento (EMA) divulgou em outubro do ano passado, os dossiês de medicamentos completos enviados pelas empresas farmacêuticas, porém, somente o que fora lançado após janeiro de 2015, ficando de fora parte dos medicamentos já comercializados.

Ao tempo em que a Agência Europeia abria relatórios ao público, no mesmo período aqui no Brasil, uma pressão contrária realizada pela Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfama) buscava a criação de uma Lei que garanta um período de proteção aos dossiês de teste de medicamentos, argumentando haverá risco de vazamento de segredos industriais caso estes documentos tornem-se públicos, o que coloca em risco o desenvolvimento de novas drogas.

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Matemática Básica
Quer mudar de vida?
Teresina 165 anos
Matemática e Raciocínio Lógico no Podium
Casa do Cartucho
Tire sua CNH com a Autoescola Gallantys
Aux. Administrativo UFMA
Assist. Administrativo UFMA
Últimas Notícias
12h38 'Fiquei chateada, mas isso não me fere', afirma Monalysa no 'Encontro' 12h34 Governo estuda liberar saque do saldo do PIS e do Pasep para idosos; confira 12h20 Fundação de Saúde entrega cartão para beneficiários do Bolsa Família 12h20 Robert Rios é contra Lula, quer impedir vinda ao Piauí, e nada faz com a Caravana de João Henrique 12h07 Advogado Valdetário Monteiro vai substituir Norberto Campelo no CNJ 12h01 Comitê vai apurar denúncias de tortura a menores no CEM 11h39 Instituições apuram casos de tortura no 'Centro Educacional Masculino' 11h31 Projeto de música para alunos recebe doação de 121 instrumentos 11h20 Whindersson desabafa após 'posts' de ódio de piauienses: que mal fiz? 11h19 HGV recebe 133 profissionais para trabalhar como voluntários 10h54 Picos: PRF-PI aborta roubo de carga na BR-316, mas suspeitos escapam 10h54 Motorola patenteia tela de celular capaz de se regenerar; LED, Touch e LCD 10h50 Parque Lagoas do Norte recebe ação social nesta sexta-feira (25) 10h50 Casal Tatá Werneck e Rafa Vitti adotam cachorro com deficiência; tem 3 patas 10h46 Ginásio Poliesportivo de S. Mendes está em fase final de reforma e será usado pela Policia Militar 10h36 Embarcação com 70 pessoas afunda no Pará; sete corpos são resgatados 10h31 Grupo de capoeira atende mais de 80 crianças com trabalho voluntário 10h14 Governo do PI apresenta Plano Estadual de Prevenção Suicídio 10h13 Vocalista do Faith No More chegou a perder sentidos após acidente 10h09 Cantor Leonardo malha com cacho de banana e viraliza na web 10h02 Vereador Beto das Vilas solicita pavimentação para o bairro Ubatuba 09h58 Polícia prende dois suspeitos de matar travesti a facadas no Piauí 09h48 MP firmará parceria para cumprimento do Plano Nacional de Educação no PI 09h43 Anitta passa a gerenciar carreira de ex-'Rebelde' e anuncia aos fãs 09h41 PF cumpre mandados judiciais em nova fase da Operação Lava Jato

Aux. Administrativo UFMA
Assist Administrativo UFMA
Matemática Básica
Tire sua CNH com a Autoescola Gallantys

Mais Lidas


    Enquete

    Você acredita que Michel Temer vai...

    Total de Votos: 290

    Válida de 2017-05-29 15:46:00.0 a 2017-06-05

    Ajude!
    Podium - Professor Atualidades
    Assist. Administrativo UFMA

    180graus no Instagramno Instagram

    Aux. Administrativo UFMA